Ícone acessibilidade

Acessibilidade

Futuro das embalagens

As embalagens são aspectos centrais no desenvolvimento de produtos e na maneira como pensamos resíduos no nosso ecossistema de beleza. Estamos em constante evolução, buscando avanços científicos de materiais e métodos. Além disso, as embalagens são parte fundamental na busca por produtos mais sustentáveis.

Nossas decisões levam em conta sempre três dimensões no desenvolvimento:

Toxicidade humana

Avalia os riscos associados às substâncias que suscitam possíveis preocupações com a saúde humana, como carcinogênicos, mutagênicos ou tóxicos)

Impacto ambiental

Qualifica os riscos ambientais causados pelas substâncias desde o processo de extração, processamento, produção, reciclabilidade e/ou biodegradabilidade

Impacto social

Analisa os impactos sociais provocados pelo processo de produção do material relacionados à exploração de trabalho infantil, trabalho análogo à escravidão etc.

Por meio desses critérios, nós tomamos as decisões para o controle de utilização, substituição ou ainda o banimento da substância que irão compor nossas embalagens.

ecodesign e materiais sustentáveis

O ecodesign é um conceito que contempla os aspectos ambientais ao desenvolver um novo produto, considerando não só o uso dos recursos não renováveis como também a minimização do impacto ambiental durante todo seu ciclo de vida.
Em outras palavras, o objetivo do ecodesign é reduzir a geração de resíduo e economizar custos e impacto na disposição final.

Por isso, no Grupo Boticário nós trabalhamos para a maior redução possível dos resíduos de embalagens, buscando sempre por soluções que reduzam o impacto ambiental dos produtos.

Ecodesign:

Escute o podcast com o gerente de Design
e Sustentabilidade Grupo Boticário

cocriamos para inovar

Aqui, em P&D, temos a área de Design e Prototipagem que trabalha ouvindo as necessidades de nossos
consumidores, traduzindo os desejos de marketing e necessidades de mercado em embalagens e produtos.

Integramos três frentes de trabalho em um processo de criação muito fluido, em que iniciamos com pesquisa e busca
por inspiração, gerando insights e conteúdo baseados em tendências e em DSGN Experience.
Depois de tanta inspiração, é em DSGN Concept que trabalhamos na conceituação e criação dos produtos em embalagens
autorais, por meio de Design Gráfico, Design de Produtos e Prototipagem, colocando a mão na massa e trazendo outras
pessoas do Grupo Boticário para cocriarem com a gente.

Tudo isso sempre utilizando metodologias ágeis e com o consumidor no centro.

Para finalizar todo esse processo, em DSGN Graphic fazemos toda a finalização técnica das embalagens, agregando todas as
informações necessárias ao produto e preparando os arquivos digitais para seguirem o processo através de nossos parceiros.

Saiba mais sobre nossas iniciativas de Ecodesign:

redução dos resíduos de embalagem

UM SÓ MATERIAL: São produtos que tiveram todos os componentes de embalagem produzidos com o mesmo material, exceto a embalagem secundária. Por não haver mistura de matérias-primas, durante o processo de reciclagem é eliminada a etapa de separação das peças (o que acontece quando existe um componente de vidro e outro de plástico em um mesmo produto, ou plástico e papel etc.).
Dessa forma, todos os componentes poderão ser triturados de uma única vez, agilizando o processo e reduzindo o custo da operação.

Exemplo de embalagens monomaterial:

Refis de botik

Refil em bisnaga monomaterial que beneficia a cadeia da reciclagem do plástico, pois facilita a reciclagem. A matéria prima da embalagem é feita de fonte 100% renovável (utiliza plástico vegetal da cana de açúcar) e apresenta menos 91% de embalagem em relação à embalagem padrão de Botik.

alguns exemplos

Papel sem laminação plástica

Os efeitos metalizados nos papéis que a princípio eram provenientes da laminação com filmes plásticos BOPP, que foram substituídos pela técnica do COLDFOIL e FILMELESS. Isso permitiu a manutenção do efeito premium metalizado dos estojos sem a mistura de materiais papel e plástico, obtivemos um resultado monomaterial. Veja mais sobre a tecnologia

Batom monomaterial

As embalagens dos batons bala vem em frasco com base giratória, normalmente possui quatro tipos de resina em sua composição, e de acordo com seu grau de dureza não podem ser totalmente recicladas. Produzida exclusivamente com Polipropileno (PP), único tipo de resina que não possui componentes metálicos, a embalagem permite seu total reaproveitamento. Além disso, não há necessidade da separação dos componentes (procedimento que era realizado antes para que a reciclagem de parte da embalagem fosse possível).

refilável

Reduzimos significativamente o uso de plástico nas embalagens, utilizando as mesmas recarregando com refis. Veja alguns exemplos:

REFIS DE ALUMÍNIO DE ARBO

O refil de alumínio do lançamento Arbo Forest, além da inovação em perfumaria com refil, permite reduzir em 89% o peso da embalagem em relação à embalagem original.

REFIS DE ALUMÍNIO NA LINHA O.U.I. EAU DE PARFUM

O refil é a forma sustentável e inovadora de repor integralmente o conteúdo do seu Eau de Parfum. Além de reaproveitar um frasco já existente, o refil permite reduzir em 91% o peso da embalagem, diminuindo os gases do efeito estufa envolvidos no transporte.

ESTOJOS REFILÁVEIS DE MAQUIAGEM COMO AS PALETTES
DA LINHA QUEM DISSE, BERENICE?

Os estojos-refil de acomodação para as sombras estão disponíveis nos formatos para 2, 4 ou 8 cores de sombra. Quando comparados às opções do mercado, o estojo de duas cores, por exemplo, pesa 18% a menos e a embalagem do refil é 4% mais leve (ou seja, é menos material sendo consumido).

REFIL PARA A BASE CUSHION E PÓ COMPACTO MAKE B.

Com a base cushion, reduzimos mais de 90% a quantidade de plástico sendo dispensada, por ano, no ambiente. Com o novo pó compacto, a redução foi de mais de 70%. Reduzimos mais de 25 toneladas de plástico por ano! Isso equivale a mais de 60 mil litros de petróleo evitados por ano.

REFIL PARA BASE LÍQUIDA EUDORA GLAM

O refil da Base Líquida Glam elimina a necessidade de descartar sua embalagem original. São mais de 401 toneladas de plástico que deixamos de jogar no lixo e a embalagem Refil pois menos 83% de plástico que a embalagem original do produto acabado.

produtos com plástico reciclado

LINHA DE CUIDADOS NATIVA SPA

Quase toda a linha de Nativa Spa apresenta plástico reciclado (PCR) em sua embalagem. Os óleos corporais, por exemplo, presentam embalagens 100% PCR.Para melhor comunicaro consumidor sobre esse compromisso, nossas embalagens contam com um selo “com plástico reciclado”.

Papel reciclado

Optamos preferencialmente pelo uso de papel reciclado obtido de resíduos para os nossos cartuchos, além de garantir a fonte de extração da matéria-prima na porcentagem proveniente de material virgem pela certificação FSC (Forest Stewardship Council).

CARTUCHO DOS KITS DE DIA DOS PAIS DE 2021

Foram produzidos com resíduos de papel das fábricas do Grupo Boticário.
Concluímos o ciclo dos nossos resíduos, reutilizando-os para a produção
de novos kits, deixamos de comprar 16 toneladas de papel para reincorporar
os resíduos da fábrica, produzindo os novos cartuchos.

FITA DOS ESTOJOS DE DATAS COMEMORATIVAS

Uso de fita com 50% de PET reciclado, com a utilização
de 50% de PET reciclado, conseguimos evitar o descarte
de cerca de 420.000 garrafas PETs.

SURLYN RECICLADO

O Grupo Boticário desenvolveu um processo inédito na América Latina para a reciclagem de tampas de perfumaria produzidas com Surlyn, ionômero fabricado pela Dow. Por ter uma grande complexidade, essa matéria-prima, apesar de ser reciclável em outras categorias, não vinha sendo viável no setor de cosméticos. Com a tecnologia desenvolvida em parceria com a Wise, Aptar e Dow, as tampas podem ser recolhidas depois do consumo, separadas por cooperativas de reciclagem, transformadas em resina novamente (Surlyn PCR) e por fim, reincorporadas a novas tampas de novos produtos disponíveis para o consumidor.

LANÇAMENTO FLORATTA COM UTILIZAÇÃO DE SURLYN PCR

A partir da reciclagem das tampas de coletas das nossas fábricas e programas de logística reversa do GB. Reincorporamos cerca de 3 toneladas de material reciclado, deixando de utilizar 3 toneladas de Surlyn virgem. Com isso, tivemos uma ressalva de R$ 250 mil por desenvolver o processo que possibilita a reciclagem do material, além da redução de footprint de 10% comparado com o processo do Surlyn virgem.

VIDRO RECICLADO

Optamos preferencialmente pelo uso do vidro reciclado obtido de resíduos para as nossas embalagens.

Os frascos de Malbec Club Intenso são produzidos com 35% de vidro reciclado pós consumo (PCR) e 10% de cacos de refugo a produção de vidro. Isso quer dizer que, todos os anos, são reaproveitados mais de 180 toneladas de vidro, que equivalem a mais de 700 mil frascos de malbec. Essa inovação em sustentabilidade garantiu o prêmio ouro da ABRE em 2019, na categoria de sustentabilidade

LINHA BOTIK

Os séruns e cremes de Botik utilizam frascos de vidro
âmbar feitos com material reciclado, gerando uma economia
de 23 toneladas de vidro por ano.

redução de impacto na cadeia

No Ecodesign também nos preocupamos com o impacto ambiental durante o processo de fabricação das embalagens. As nossas soluções são:

Material de fonte renovável

O plástico vegetal ou plástico verde é o polietileno produzido a partir do etanol da cana-de-açúcar. Além de ser de origem renovável, ele é 100% reciclável e não contribui para o aquecimento global, pois captura e fixa gás carbônico da atmosfera, colaborando para a redução da emissão dos gases causadores do efeito estufa. Com as mesmas características do polietileno tradicional. As embalagens da linha Cuide-se Bem são feitas da cana-de-açúcar e evitam a emissão de aproximadamente três mil toneladas de CO2 por ano.

Rótulo reciclável

O processo de rotulagem dos frascos produz um resíduo (liner) que não é reciclável, mas buscamos substituir por um liner em material PET 100% reciclável em nossa produção.

Ciclo de vida sustentável

Em todo o ciclo de vida do produto, nós buscamos desenvolver embalagens com o objetivo de reduzir o impacto ambiental considerando todas as etapas da fabricação.

Reaproveitamento

Design de embalagem elaborado para reaproveitamento de moldes desativados, sem a necessidade da construção de um novo. Consequentemente, uma maior economia no consumo de aço de aproximadamente 1 tonelada para cada formato de embalagem.

Decoração ou acabamento sustentável

Decoração ou acabamento da embalagem que reduz o impacto ambiental no processo de fabricação.

transporte sustentável

SOLUÇÕES SUSTENTÁVEIS E SEGURAS

Eliminação de itens da embalagem como: Sacos plásticos, lacres e selos que não impactam a performance e funcionalidade do produto e nem sua segurança. Assim, garantimos a redução do impacto ambiental.

DESIGN DE EMBALAGEM INTELIGENTE PARA O TRANSPORTE

Melhor aproveitamento de caixas de transporte com design de embalagem elaborado, visando garantir o encaixe perfeito. Dessa forma, conseguimos transportar mais produtos no transporte da fábrica ao Centro de Distribuição,
reduzindo a emissão de CO2 no planeta.

NACIONALIZAÇÃO

Visando a redução de emissão de CO2 no planeta, valorizamos os parceiros nacionais para fornecer nossas embalagens.

pós-consumo

Além disso, nosso programa de logística reversa de embalagens pós consumo é o maior em pontos de coleta no Brasil.
Afinal está presente em 100% de nossas lojas, sendo mais de 4 mil pontos de venda que recebem embalagens de qualquer
marca cosmética e encaminha para cooperativas de reciclagem que beneficiam milhares de catadores de materiais reciclados.

I.A.R.A.® 2.0 – Embalagens

Em parceria com a EMBRAPII e o SENAI, desenvolvemos uma metodologia que permite, em escala laboratorial e ambiente simulado, a avaliação da (bio)degradação de composições e ecotoxicidade de embalagens plásticas.

Você sabe para que serve a análise de ecotoxicidade? É uma importante ferramenta para auxiliar na seleção de matérias-primas no processo de formulação de produtos cosméticos. Assim, são desenvolvidos produtos mais sustentáveis e que gerem menor impacto ao meio aquático, acarretando menor risco para o meio ambiente, além de auxiliar na geração de indicadores de sustentabilidade.

PET PCR coletado das praias x economia circular

Plásticos recolhidos no litoral paulista irão garantir 100% de embalagens sustentáveis de novos
produtos do Grupo Boticário. O GB, em parceria com a Globalpet e cooperativas do litoral de São Paulo,
pretende retirar 265 toneladas/mês de lixo plástico das praias, que serão utilizados para produzir milhares
de embalagens para cosméticos. Tornar a indústria mais sustentável é uma das missões do Grupo, que tem procurado alternativas para a produção de embalagens plásticas ecologicamente responsáveis.

Com esse intuito, nasceu o projeto Seaside, uma frente da área de Pesquisa & Desenvolvimento.

O projeto tem o como objetivo utilizar resíduos plásticos que são descartados incorretamente nas praias, evitando que entrem nos oceanos
e transformando-os em novas embalagens de produtos do Grupo. A primeira fase do projeto, em parceria com a Globalpet, que compra os plásticos das cooperativas e catadores do litoral de São Paulo, tem previsão de coletar aproximadamente 265 toneladas/mês de plástico PET que serão processados, transformados em resina e darão origem a embalagens de protetores solares e outros itens do nosso portfólio, tudo garantindo a mesma qualidade e segurança habitual das nossas embalagens para o consumidor.

Com foco em sustentabilidade, Economia Circular, redução do impacto ambiental e redução do impacto social, o Seaside, via Globalpet, também vai beneficiar 316 famílias de trabalhadores de cooperativas de sete cidades litorâneas paulistas: Guarujá, Itanhaém, Mongaguá, Peruíbe, Praia Grande, Santos e São Vicente.

O alto volume de resíduos plásticos que serão coletados das praias paulistas, por si só, já é muito significativo para a proteção do meio ambiente.

Porém, olhando para o futuro desse material, cada quilo de resina obtida do lixo coletado em material PET PCR pode render 35 frascos novos de 237 ml. Já a embalagem de 125 ml por produto pode ter 55 novos frascos a partir de quilo da resina.