Acessibilidade

4 de maio de 2022

Projeto Realeza oferece toucas para cabelos crespos, cacheados e com tranças na Bahia e Paraná

Diversidade e Inclusão

Movimento do Grupo de Afinidade do Grupo Boticário possibilitou mudanças internas em prol da diversidade e inclusão nas fábricas

Para muitas pessoas o cabelo é sua coroa, pois reafirma sua identidade, mostra para sociedade e para si mesmo quem realmente é. No Grupo Boticário, a temática é tratada com seriedade, a exemplo disso, iniciativas lideradas pelo Grupo de Afinidade de Equidade Racial resultaram em transformações concretas e relevantes para colaboradores e colaboradoras das fábricas de Camaçari (BA) e São José dos Pinhais (PR). O “Projeto Realeza”, idealizado inicialmente por colaboradoras baianas, que atuam em Camaçari, tem como objetivo fornecer toucas direcionadas para o público de cabelos crespos, cacheados e trançados, contribuindo para a diversidade e inclusão.  

O setor industrial tem regras de qualidade que devem ser cumpridas. Uma delas é a RDC48, que institui que as toucas, que fazem parte dos Equipamentos de Proteção do Produto – EPPs, precisam cobrir os cabelos e as orelhas. O que parece fácil para algumas pessoas, pode ser uma tarefa desconfortável para outras. Diante das diferentes necessidades de cada colaborador, e com o incentivo de lideranças do Grupo Boticário, o Grupo de Afinidade foi fundamental para a escolha de uma solução mais inclusiva, que passa a ser oferecida para toda a empresa.

“Vimos que o pessoal do DaMinhaCor estava produzindo toucas com diâmetro maior do que era oferecido no mercado e resolvemos testar. Percebemos que o diâmetro precisava ser ainda maior, demos o feedback para o fornecedor, que não apenas nos escutou, como também realizou as mudanças necessárias”, diz Isis Vidal, Engenheira de Processos do GB. “A nova touca cobre completamente nossos cabelos e orelhas, além de ser mais confortável, também reduz o resíduo gerado. Antes, era necessário usar três ou quatro para atender à regra de qualidade, agora apenas um item já é suficiente”, explica Nádia Costa, Técnica de Meio Ambiente do Grupo Boticário.

Para definição do produto adequado, contratação, compra e disponibilização nas fábricas, diversos setores da companhia foram envolvidos. O engajamento despertou a atenção da liderança da empresa: “O projeto é resultado do trabalho em equipe, e de uma empresa que está atenta às necessidades de seus colaboradores para se tornar um lugar ainda mais acolhedor e democrático, entendendo que grande parte da mudança precisa ser de dentro para fora”, explica Felipe Magaldi, Diretor Industrial do Grupo Boticário.

As toucas em tamanhos maiores já estão disponíveis nas fábricas de Camaçari (BA) e São José dos Pinhas (PR), e serão distribuídas às demais localidades de acordo com a demanda de colaboradores. Com a adoção do item em novo formato, a expectativa é de que haja uma diminuição de 56% no resíduo gerado individualmente, isso porque, cada pessoa passará a utilizar apenas uma touca. “Estamos muito felizes em ter conseguido implantar a touca no formato que atende aos nossos cabelos. Esse movimento faz com que a gente se sinta ainda mais incluídas dentro da nossa diversidade”, pontua Nádia.

Quer receber as novidades do Grupo Boticário no seu email?