Inovação
  • 24 de janeiro de 2020

Você pode escolher não ouvir ou não ver algo, mas “desligar” o olfato é bem mais difícil. Considerado o sentido da imaginação, ele tem conexão direta com o armazenamento de memórias e com o processamento de emoções. Essas características são capazes de ativar lembranças e recriar imagens do nosso passado de forma instantânea.
É por isso que, ao escolhermos uma fragrância, estamos buscando uma forma de representar nossa personalidade e transmitir nossos sentimentos. Para isso, há segredos que vão muito além da simples combinação de essências. A perfumaria envolve história, comportamento e, claro, talento para usar a tecnologia na descoberta de novos aromas.

O que acontece quando cheiramos algo?

Ao inalarmos, pequenos fragmentos conhecidos como partículas odoríferas voláteis entram em contato com o ar e estimulam nossos neurônios receptores olfativos, localizados nas vias respiratórias.

E como definimos se um cheiro é bom ou ruim?

Ao serem estimulados, esses neurônios geram impulsos elétricos que são processados pelo cérebro. Dependendo das suas experiências olfativas, você pode ter uma sensação positiva ou negativa.

Na hora de classificar os variados itens de perfumaria, as diferenças estão, basicamente, na concentração de essência presente na formulação dos produtos. Conheça as principais características de cada um!






Nossos colaboradores desenvolvem várias iniciativas inspiradoras para propagar o conhecimento sobre fragrâncias por todo o Grupo Boticário. Além do Mini MBA de Perfumaria, em 2019 tivemos o projeto Paixão por Beleza. Criado pela nossa trainee Isadora Pollo, ele nasceu da necessidade de aproximar os colaboradores do universo da beleza a partir de três pilares: marcas, produtos e tendências.
O destaque do projeto vai para o Batedeira Lab, um laboratório em que nossos colaboradores colocam a mão na massa para aprender na prática como é feita uma nova fragrância. Para isso, eles desenham uma linha da vida e indicam qual é o cheirinho que querem guardar, produzindo esse aroma em seguida. E é assim, unindo pessoas e tecnologia, que a gente entende melhor nossos consumidores.

Deu pra perceber que a criação de uma fragrância vai muito além de encontrar um aroma gostoso, não é mesmo? Para além do olfato, a inspiração para o novo produto depende das nossas experiências de vida e da história que queremos contar. Somos uma caixinha de memórias e todos os sentidos guardam um vasto e importante repertório que, quando combinamos com paixão e tecnologia, fazem brotar uma nova essência.


TAGS: #fragrancia #inovacao #curiosidades #trainee